Passos para lidar com mudanças no seu corpo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Você já passou por mudanças drásticas em seu corpo que afetaram sua autoaceitação e autoestima? Você está passando por isso agora? Muitos fatores podem levar a mudanças em nosso corpo. Talvez seja a idade, mudanças no metabolismo, na rotina (uma quarentena, por exemplo!), no ambiente. Mas é importante aprender a lidar com essas mudanças de maneira saudável, algo que aprendi por experiência própria.

Eu, basicamente, fui magrela a vida toda, em especial na adolescência. Por conta da minha magreza muitas pessoas faziam (quer dizer, ainda fazem) piadinhas em relação ao meu corpo.

Em 2017, quando fui pra Escola Missionária, eu engordei 5 kg em menos de seis meses, o que pra mim, foi uma vitória, já que eu nunca havia pesado mais de 50 kg na minha vida toda. Mas então, ao invés de piadinhas em relação à magreza, começaram a fazer piadas em relação há como meu corpo tinha se tornado com 5 kg a mais, já que parecia que esses quilos tinham se concentrado todos nas minhas bochechas.

Nessa experiência, de uma rápida mudança corporal, pude compreender a importância da autoaceitação na minha vida. Sobre como independente da minha aparência as pessoas iriam achar motivos para julgarem, e percebi também, que o mais importante era como eu mesma me enxergava, se eu gostava ou não de minha aparência, e que era inútil perder tempo me julgando sob o olhar de outros.

Trouxe meu relato pessoal em relação à mudança corporal, mas entendo que muitas pessoas sofrem mudanças ainda mais drásticas, como, por exemplo, fazer uma cirurgia, gravidez, engordar ou emagrecer mais de 10 kg em pouco tempo, contrair uma doença, enfim, muitos fatores podem nos levar a sofrer drásticas mudanças corporais, afetando assim, nossa autoestima e autoaceitação.

Se você já passou por uma mudança drástica no corpo, ou está passando, me permita compartilhar algumas maneiras que eu aprendi para lidar com essa experiência.

1. Pare e reflita

O primeiro passo é parar e analisar os motivos que te levaram a mudar. Buscar entender se houve uma razão para essa mudança. Às vezes a mudança foi decorrente de um problema de saúde, ou quem sabe, uma mudança de comportamento.

Entender a raiz do problema também te ajudará a entender quais das mudanças foram positivas ou negativas, e assim, você poderá buscar ressignificar o acontecimento em sua vida. Pode ser que você encontre mais motivos para agradecer do que imaginaria encontrar.

2. Aceite suas mudanças

Esse passo é realmente difícil, ainda mais quando a mudança afeta nossa autoestima. Porém, uma vez que estamos vivos, estamos todos fadados a mudanças, e não é saudável nos prendermos a elas. Não devemos viver uma vida focando apenas nos acontecimentos ruins e nos esquecermos que também podemos buscar ver o lado positivo da vida!

Busque ajuda de Deus para você enxergar os motivos pelos quais deva ser grata em relação a essa mudança e para seguir em frente, se aceitando melhor e se permitindo ser feliz e leve apesar de qualquer ponto negativo associado a esta mudança.

3. Entregue suas dores para Jesus

O passo mais importante é conversar com Deus a respeito de suas mudanças. Conte suas frustrações e inseguranças, busque auxílio para que você possa conseguir se aceitar ou ter forças para superar as dificuldades geradas por essa mudança. Em alguns casos, a mudança não depende de sua vontade, não tem como você controlar. Então ao invés de se apegar a essa frustração, se volte para Cristo e a paz que Ele pode te proporcionar.

4. Busque ajuda

Procure ajuda de amigos, familiares, ou, em especial, de um profissional da área. Busque ver outras visões a respeito de toda situação, conselhos de como enfrentar as frustrações, ou o que pode ser feito para contornar a situação.

Independente de qual mudança corporal você passou, é importante buscar ter sempre em mente que sua aparência não deve ser mais importante do que sua saúde mental, porém, é fundamental aceitar sua imagem, e se amar em seu próprio corpo, por esse motivo, se é possível fazer algo a respeito para que você se sinta melhor, então busque o auxílio necessário para poder contornar a situação.

Dica extra

Uma última dica em relação a mudanças corporais drásticas é buscar ter roupas confortáveis, feitas de tecidos que vão caber confortavelmente e favorecer você, independentemente das mudanças por quais você passar. Seu guarda-roupa deve fazer você se sentir confiante e linda. Se suas roupas não combinam com essa fase da sua vida e do seu corpo, que tal considerar uma dessas opções no artigo da Gabriele?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Girl writes in journal
The Girl Writes is a space created by women for women. Everything in a faith-based perspective. No adaptations necessary. Learn more.

Related Posts

pt_BR