Livre, leve e cacheada

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Tenho 27 anos e cabelos cacheados. O que isso tem a ver? Simples. Uma garota de cabelos cacheados há pelo menos 17 anos, não tinha muita noção de como cuidar do cabelo, não via tutoriais no Youtube (se é que existiam), não dispunha de todas as opções de produtos específicos, que temos hoje, para cabelos cacheados.

Minha mãe se esforçava muito para arrumar meus cachos e fazer um monte de penteados, e tudo o que ela fez foi o suficiente até certa idade, mas, a adolescência chega e pode tornar algumas coisas bem complicadas.

Lembro-me bem de todas as vezes que chorei, na minha adolescência, por querer ter o cabelo liso como o das minhas amigas. Recordo-me de vê-las chegando com seus cabelos alisados, na escola, e de todas as vezes que eu pensei que ter aquele cabelo, com certeza, me faria sentir mais bonita. Mas, eu também as vi sofrendo com o “dever” de acordar todos os dias para fazer chapinha e, principalmente, quando chegava a época de refazer a química. Muitas vezes por motivos financeiros elas não podiam (naquela época esses tratamentos eram caros, difíceis e agressivos).

De tanto eu insistir com a minha mãe ela me levou ao salão e a cabeleireira disse: “eu não faço química nesse cabelo; ele é maravilhoso, você vai estragar os seus cachos”. Que raiva! Chorei de novo.

Eu não sofria preconceito como muitas meninas que conheço, mas algumas coisas que escutei de pessoas próximas me incomodaram por muito tempo e me fizeram acreditar que “aquilo não era cabelo” ou, quando passava alguém de cabelo liso, diziam: “isso sim é cabelo de verdade”. that’s real hair!”

Quando completei 15 anos, fiz chapinha pela primeira vez. Pela primeira vez, também, vi meu rosto comprido emoldurado de um jeito estranho. Mas, era aquilo que eu queria. Tirei tantas fotos na minha câmera compacta que eu poderia postar por um ano inteiro sem repetir. Mas, quando eu andava, o cabelo se espalhava demais com o vento e tinha que tirá-lo da boca a cada minuto. Então pensei: “é, parece que não nasci para ter cabelo liso”. Hoje olho para trás com gratidão. Agradeço por todas as vezes que minha mãe disse que meu cabelo era maravilhoso, ou, quando meu pai me viu “alisada” pela primeira vez e disse: “tá linda, minha filha, mas o papai prefere os cachinhos”. Obrigada a todas as cabeleireiras que me fizeram chorar de raiva, mas me disseram NÃO.

Hoje eu olho para esse cabelo e penso: “menina, dá para acreditar que você quase acabou com essa maravilha?”

É um direito seu querer mudar. Mas mude por você. Não deixe que ninguém no mundo te faça sentir-se inferior pelas características que te fazem única!

O que eu aprendi com o tempo é que, na verdade, precisamos encontrar o equilíbrio. Meu cabelo, ou era pregado na cabeça por excesso de creme na tentativa de controlar o volume, ou era muito armado, o que me deixava incomodada. Por isso, gostaria de dar algumas dicas porque vejo que muitas meninas cometem os mesmos erros que eu cometia e se sentem constrangidas por essa falta de equilíbrio.

Primeira coisa que você precisa entender: cabelo cacheado tem volume, uns mais outros menos, mas, todos têm. Agora, o que faz com que você ache o seu cabelo bonito ou não, quase sempre está relacionado com a definição dos cachos. Então, anota aí umas dicas super importantes para um cabelo lindo e definido.

Se o seu cabelo estiver muito ressecado, com muito frizz, comece investindo em uma hidratação. Existem vários tipos para recuperar os fios e uma das minhas preferidas é a UMECTAÇÃO.

Passe óleos vegetais em seu cabelo e deixe um tempo para que essa misturinha seja absorvida pelos fios. Quais tipos de óleo? Azeite de oliva, óleo de coco e óleo de rícino. Você pode combinar esses óleos ou usá-los individualmente. Separe uma boa porção e aplique em todo o comprimento do cabelo sempre evitando a raiz.

Você pode deixar 30 minutos ou até uma noite inteira. Nesse caso, enrole o cabelo e coloque uma touca ou uma camiseta de algodão para não sujar o seu travesseiro.

No dia seguinte, lave normalmente com xampu e condicionador.

Para finalizar, escolha o creme de sua preferência. Eu, particularmente, gosto de cremes mais densos. Não me apego a nenhuma marca e amo aqueles potes gigantes e baratos.

Depois de lavar o cabelo normalmente separe-o em duas camadas. Esse passo é muito importante: NUNCA REPARTA SEU CABELO EXATAMENTE AO MEIO OU DE LADO, senão depois você perde o controle de movê-lo para onde quiser.

Separe as mechas menores e enluve com o creme. Cuidado para não entupir a raiz, pois isso pode causar caspa e oleosidade.

Agora você pode passar os dedos ou um pente de dentes largos separando os cachos.

Feito isso, dê uma amassada com uma toalha, ou de preferência um tecido de algodão, para não danificar seu cabelo. Faça isso em toda a parte de baixo chacoalhando sem medo e amassando para soltar e moldar os cachos.

Vá soltando a parte de cima, que está separada, aos poucos e sempre jogando para trás. Na região da testa, onde muitas vezes o cabelo costuma ser menor, puxe-o para cima e aplique o creme sempre cuidando para não passar na raiz.

Jogue o cabelo todo para frente. Coloque os dedos (entre o cabelo e a cabeça) e vá chacoalhando-o para os cachos se soltarem. Além disso, você pode amassar mais uma vez.

Deixe secar naturalmente ou use um difusor. Assim que estiver seco jogue o cabelo para frente, coloque os dedos bem perto do couro cabeludo e chacoalhe mais uma vez para separar os cachos e até mesmo dar volume. Amasse outra vez para deixar os cachos mais soltos.

No dia seguinte

Nos outros dias eu gosto de jogar um pouquinho de água com a bombinha e ajeitar os cachos com um pouco de creme, sem amassar muito o cabelo. Só a parte da frente que eu capricho mais, porque os cachos ficam menos definidos.

Quando você for levada a pensar que seu cabelo dá muito trabalho, lembre-se que cada um tem suas peculiaridades e todos precisam de cuidado, seja quem gasta horas no salão, ou quem cuida dele em casa. Deus fez você única e o que te torna bela são justamente os detalhes. Liberte-se de padrões e julgamentos e viva a vida de maneira mais leve.

O Deus que formou o seu íntimo teceu você no ventre de sua mãe (Salmos 139:13). Você é amada por Ele. Ame-se também.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Girl writes in journal
The Girl Writes is a space created by women for women. Everything in a faith-based perspective. No adaptations necessary. Learn more.

Related Posts

pt_BR