5 coisas que aprendi com a maternidade inesperada

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Muitas mulheres se veem cercadas por incertezas e ao mesmo tempo um forte desejo de abraçar a maternidade. Eu fui uma delas. Após os vinte e poucos anos, senti que meu corpo estava borbulhando de hormônios dizendo: a hora de ser mãe é agora. Orei muito sobre, mas ainda não tinha certeza. Então, aos 28 anos e com apenas um dia de atraso na minha menstruação eu tinha certeza que estava grávida. De repente virei mãe.

Aqui estão algumas coisas que eu acabei “descobrindo” nesse período:

1 – Não apresse a maternidade, mas não adie tanto.

A Bíblia nos diz que os filhos são uma feliz herança das mãos de Deus para nós; ainda assim, existem razões válidas para adiar a maternidade ou paternidade. No entanto, é possível cair no papo de que você deve primeiro alcançar grande sucesso, viajar o mundo, realizar todos os seus objetivos e, em seguida, SE couber no final da sua lista de coisas interessantes e importantes a fazer, só então tenha filhos.

Sempre avalie por qual motivo você tomou a decisão de ser mãe ou adiar a maternidade. Seus motivos são reais ou são apenas fruto do que outras pessoas têm ditado para sua vida? O tempo pode ser um inimigo ferrenho da maternidade. Se informe, analise e esteja ciente das consequências da sua decisão independente de qual for.

2 – O medo sempre existirá.

Eu tive medo no início, e meu medo ainda está presente. Qualquer coisa que você nunca fez antes e que não vem com instruções exatas certamente virá com uma dose de medo. Aprendi que o medo sempre estará presente em minha vida, especialmente agora quando serei responsável por outra vida. Mas o medo pode paralisar ou motivar. Posso escolher deixar que o medo me ensine confiar em Deus. Somente nEle podemos encontrar a paz e o descanso que nossos corações anseiam. Só Ele pode nos dar forças para enfrentar qualquer situação, apesar do nosso medo.

3 - Cuide de seu corpo durante essa transformação.

Seu corpo sofrerá mudanças radicais. Você verá os números na balança saltarem, os acnes poderão vir com muita força, suas roupas ficarão perdidas e de repente você vai se olhar no espelho e não terá certeza se aquela imagem te agrada. Cuide do seu corpo durante essa transformação. Exercite. Não caia no conto do “você precisa comer por dois”. Opte por uma dieta saudável, evite açucares e farinha branca pelo bem da sua saúde e do seu bebê. Entenda que esse momento é passageiro. Fale, se olhe, e se trate com carinho. Tome banho, se arrume, coloque uma roupa que te faça sentir bem e linda. A beleza muitas vezes pode ser a cura para o coração.

Você está abrindo espaço para a vida! Abrace as mudanças. Comemore-as.

4 - Aprenda a sorrir e acenar.

Sempre haverá aqueles que acham que você virou mãe cedo demais, e os que têm certeza que você está demorando muito. Todo ao seu redor serão profissionais e não medirão esforços para dar pitacos sobre o que você deveria ou não fazer. Ouça, absorva o que é bom, e em outras vezes apenas sorria e acene. Os outros são só "os outros." Evite estresse desnecessário se preocupando sobre o que pensam ou dizem. Não vale a pena.

5 – Ore 3 vezes mais, por você, pelo seu esposo, pelo seu filho.

Peça incessantemente a Deus por sabedoria para que possam educa-lo nos caminhos do Senhor. Peça a Deus que te dê a paciência necessária a cada dia e jamais normalize o ódio, o rancor, a falta de educação e as mudanças de humor como sendo algo perfeitamente normal e aceitável somente por estar grávida. A maternidade moldará nosso caráter. E isso começa durante a gravidez. Aprenda a orar, "Ajuda-me, ó Deus, a cultivar os frutos do Espírito em todo o tempo."

Que Deus nos de forças para ser um exemplo de mulher e mãe para os nossos filhos!

5 comentários em “5 Things I Learned From Unexpected Motherhood”

  1. Ótimo texto, que Deus abençoe todas as que já são e tbm as futuras mamães. Seja no susto ou num momento planejado kkk a alegria de gerar vida é uma experiência e privilégio únicos!

  2. Só hoje que parei pra ler este artigo, e fico encantada com os artigos daqui, são profundos e sinceros. Muito bom!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Girl writes in journal
The Girl Writes is a space created by women for women. Everything in a faith-based perspective. No adaptations necessary. Learn more.

Related Posts

Talhados Por Deus

Todavia, Ele conhece bem o caminho por onde passam meus pés; se me colocar à prova, constatará que sairei puro como o ouro refinado”. Jó

LER MAIS »
pt_BR